Dia Nacional da juventude


O DNJ

O Dia Nacional da Juventude foi assumido pela CNBB em 1985, no Ano Internacional da Juventude proclamado pela ONU, e segundo o presidente da Comissão para a Juventude da CNBB, dom Nelson Francelino, “quer despertar e favorecer o protagonismo juvenil, esse mesmo protagonismo juvenil que o Papa Francisco tão bem descreveu o seu lugar na Igreja, a sua importância na Igreja, na exortação apostólica pós-sinodal Christus Vivit. O papa confia nos jovens, a Igreja aposta nos jovens nessa força criativa, nessa força renovadora da juventude”.

Subsídio e tema – Com o tema “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e o lema “Ouviu e juntos com eles caminhou” (Lc 24 – 15,17), o subsídio do DNJ 2020 quer refletir sobre a vida da juventude que é o maior dom de Deus. Nessa perspectiva, os autores dos encontros querem colocar a VIDA como a obra mais perfeita que Deus criou. Porque Deus é jovem e faz novas todas as coisas.

A proposta deste ano é refletir sobre as temáticas: “E a vida, o que é?/ Vida: obra e amor de Deus”; “Vós sois o agora de Deus”; “Somos UM!”. O material foi construído coletivamente e contém indicações de músicas, citações bíblicas, textos, indicações de sites e filmes que podem contribuir com a organização metodológica dos encontros.

No subsídio, há roteiros de encontros, terço missionário, Lectio Divina e visita missionária. Para o período de pandemia, a Comissão para Juventude também pensou em sugestões de encontros online e iniciativas de uma Pastoral Juvenil Samaritana sempre ativa, como gincana com atividades provas virtuais; vaquinha virtual como ação solidária concreta; Incentivo à doação de sangue como um gesto de solidariedade. Encontros e a Lectio Divina propostos, podem ser realizados em pequenos grupos de forma virtual.

2 visualizações0 comentário