A Voz da Diocese


“Caminha conosco, Senhor”

Prezados irmãos e irmãs que se unem conosco pela mensagem da Voz da Diocese nesta ocasião especial da celebração do jubileu de ouro de nossa Diocese de Erexim: 50 anos a serviço da fé e da vida.

“Celebrando o Jubileu de Ouro de nossa Diocese, no primeiro domingo do mês vocacional, cujo tema é Cristo nos salva e nos envia, louvamos a Deus pelos ministros ordenados que servem o Pão da Palavra e o Pão do Altar, sustento de nossa fé, nas comunidades”.

Trazemos presente as motivações citadas na Bula de Criação da Diocese datada de 27 de maio de 1971 para a Instalação da Diocese que aconteceu em 1º de agosto do mesmo ano, exatamente a 50 anos. “Tendo Cristo, o Filho de Deus, encarregado seus Apóstolos da missão principal, de irem por todo o mundo pregar o Evangelho da Salvação aos homens para que estes pela fé e pela observância dos mandamentos alcancem os prêmios eternos (Mc 6,15) ”. Sendo assim, vemos nossa Igreja sempre preocupada em fazer chegar a todos os fiéis, de todos os tempos e lugares, em sua história, a mensagem do Evangelho (cf. Mt 28,20).

Somos uma Igreja peregrina que como o povo de Israel fez e faz a sua história, alimentada sempre pela generosidade de Deus que nos oferece, não só o pão material como o maná no deserto (cf. primeira leitura), mas o próprio Cristo, o pão da vida eterna, doado para a vida do mundo (cf. evangelho).

Nossa Igreja particular de Erexim, nestes 50 anos de história, superou os obstáculos, venceu desafios e construiu uma comunidade viva na fé, na esperança e no seguimento de Jesus, o Bom Pastor, guiado pelos pastores que a frente deste povo, o conduzir com amor e determinação. Nossa gratidão a Dom João Hoffmann; a Dom Girônimo Zanandréia; a Dom José Gislon; nossos antecessores.

Somos gratos a todos e todas que não esmoreceram diante das dificuldades e dos problemas para construir esta Igreja e manter a vivacidade da ação evangelizadora, espiritual e administrativa ao longo deste tempo. Nossa gratidão aos padres, diáconos, consagrados e consagradas; leigos e leigas engajados em nossas pastorais e movimentos e outras diversas organizações que animaram nossas comunidades. E se olhamos com gratidão aos que fizeram acontecer o passado que hoje nos é motivo de júbilo; não deixamos de expressar este mesmo sentimento àqueles que ainda hoje estão comprometidos como sujeitos de nossa missão evangelizadora, formando uma Igreja de comunhão e participação.

Temos um olhar para o futuro a ser construído e para tanto somos chamados a nos revestirmos do homem novo, “despojando-nos do homem velho... e renovando nosso espírito e nossa mentalidade... para viver em verdadeira justiça e santidade”, conforme nos diz São Paulo aos Efésios (2ª leitura).

Abre-se uma nova etapa de nossa história que continuará a exigir de nós, todo empenho e dedicação, num contexto de superação da pandemia e tantos desafios que esta e outras situações do tempo hodierno se nos apresentam. Importante para enfrentar esta realidade e colher as alegrias que em meio a esta irão surgir será necessário depositar, e o fazemos de coração, nossa confiança no Senhor, suplicando a Ele, “Caminha conosco, Senhor”.

Que São José, nosso padroeiro, neste ano a ele dedicado, Nossa Senhora de Fátima, padroeira de nosso santuário Diocesano, nos ajudem a reconhecer sempre a ação de Deus em nossa história e juntos fortalecer a fé, a esperança e o amor em nossas comunidades, sinais de uma Igreja viva, de comunhão e participação.

Prezados irmãos e irmãs. Ao encerrarmos esta mensagem jubilar, queremos mais uma vez manifestar nossa gratidão a todos e a todas pela dedicação ao longo destes 50 anos de nossa história e o compromisso de continuar a gerar uma comunidade viva para as futuras gerações e suplicar sobre todos e todas, copiosas bênçãos de Deus Todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo! Amém!


Dom Adimir Antonio Mazali

Bispo Diocesano de Erexim – RS

3 visualizações0 comentário