A Voz da Diocese

“Um só coração e uma só alma”


Nossa saudação a todos que acompanham Voz da Diocese que mais uma vez estão em sintonia conosco, acolhendo a mensagem da Palavra de Deus.

Estamos celebrando a liturgia do segundo Domingo da Páscoa com a alegria do Cristo Ressuscitado que nos renova e nos convida a formarmos uma comunidade de homens e mulheres renovados pela sua cruz e ressurreição. Nasce a Igreja com a missão de revelar ao mundo um novo tempo que tem sua raiz na Ressurreição de Jesus.

Caríssimos irmãos e irmãs: A primeira leitura tirada dos Atos dos Apóstolos (4,32-35) nos apresenta uma narrativa da origem das comunidades cristãs em Jerusalém. Este texto, bem como o de At 2,42-47 que já é a primeira narrativa sobre as comunidades, mostra a vida da “comunidade modelo” que, embora constituída pela diversidade de pessoas entre seus membros, possuem algo em comum, ou seja, vivem a mesma fé no Cristo Ressuscitado. Eles são “um só coração e uma só alma”.

A palavra comunidade já nos aponta para a vida em comum. Na comunidade reunida se vê como um lugar privilegiado da presença e da ação de Deus e, por isso, iluminados pelo Espírito Santo tornam-se unidos a Deus Pai e com o projeto de Jesus. Nesta comunidade cristã, todos manifestam o amor fraterno nos gestos concretos de partilha e solidariedade: “e não havia necessitados entre eles”. Com isso, testemunham a alegria do Cristo Ressuscitado e o compromisso que surge de seus ensinamentos na perspectiva do Reino. Suas orações em comum apresentam um só objetivo: construir o Reino de Deus.

Não distante desta mensagem, São João, na sua 1ª. Carta, mostra aos membros da comunidade cristã, e a todos nós, os valores importantes para uma vida cristã autêntica, ou seja, amor a Deus, o amor aos irmãos e a adesão aos ensinamentos de Jesus Cristo. São considerados elementos fundamentais para a vida de “comum-unidade”.

São João ainda, em seu evangelho, recorda de que Jesus Cristo é o centro da comunidade cristã; é em torno a Ele que a comunidade se sustenta e é d’Ele que ela recebe a vida que a fortalece e anima permitindo enfrentar as dificuldades e as perseguições ou intempéries da vida. Reafirma que é no encontro na comunidade cristã que os homens e mulheres reconhecem a presença do Cristo Ressuscitado e vivo em seu meio.

Aprendemos assim, a importância de se viver em comunidade, de estar ligados à comunidade cristã, de valorizar a comunidade e de estar dispostos ao acolhimento da Palavra de Deus, comprometidos com ela na prática do bem e contribuindo com a vida de todos que nos rodeiam a fim de que entre nós também não haja necessitados. Ao atingirmos esta meta, poderemos dizer que vivemos o verdadeiro espírito cristão, unidos em “um só coração e uma só alma” (At 4,32). Deus abençoe a todos e bom final de semana. Amém!



Dom Adimir Antonio Mazali

Bispo Diocesano de Erexim

4 visualizações0 comentário